DICAS

Calendário de Vacinação da Criança 2017 Atualizado.

Confira tudo sobre o Calendário de Vacinação da Criança 2016 atualizado divulgado pela Sociedade Brasileira de Pediatria.

Desde o nascimento, o bebê recebe doses de vacinas que têm como objetivo evitar diversas patologias leves ou graves. Bem melhor do que tratar de doenças, as vacinas evitam que elas ocorram, imunizando a criança contra males como Hepatite (Importância da vacina de hepatite A no bebê), Tuberculose, Meningite, entre várias outras.

Quanto mais jovem, maior a quantidade de vacinas a serem tomadas. Isso ocorre porque o organismo ainda está formando sua imunidade e tende a ser mais propenso a adquirir algumas doenças nos primeiros anos de vida. No primeiro ano, doses serão indicadas para quase todos os meses de idade, mas a quantidade vai diminuindo gradativamente à medida que o bebê cresce.

A maior parte das vacinas indicadas é oferecida gratuitamente em postos de saúde, e algumas até mesmo na maternidade. Outras são disponíveis apenas em clínicas particulares e, dependendo da doença que evitam ou do período, é possível que o pediatra indique para seu filho. (Dar vacina de 2 meses particular ou pública do posto de saúde?).

Foto: Medcare.vn

Foto: Medcare.vn

Mudanças no Calendário Nacional de Vacinação 2016

O Ministério da Saúde prevê mudanças para o ano de 2016 no Calendário Nacional de Vacinação. A vacina contra a hepatite B, por exemplo, que antes era gratuita apenas para alguns casos, passará a valer para toda a população. A hepatite A passará a ser oferecida aos 15 meses de idade, mas não foi adotada nenhuma grande mudança com que se preocupar. O pediatra ou o profissional de imunização irão atualizar qualquer defasagem na carteira de vacinação.

Caso você se esqueça de dar alguma dose para seu filho, não é preciso desespero. As datas sugeridas podem ser adiadas, será necessário apenas retomar de onde parou assim que possível. Mas faça sempre um esforço para seguir o calendário da melhor maneira possível, evitando assim doenças graves.

Leia mais: Calendário de vacinação do bebê até 2 anos

Confira o calendário atualizado, mas não se esqueça de sempre mostrar a caderneta de vacinação nas consultas com o pediatra para qualquer informação adicional e para mantê-la sempre atualizada. Também esteja sempre atenta às campanhas que acontecem algumas vezes por ano e que são divulgadas na televisão e nos jornais. Também é importante destacar que algumas vacinas diferem dependendo de fatores como estados diferentes do Brasil, estações do ano e de acordo com surtos e campanhas.

Veja a seguir o Calendário de Vacinas atualizado (do nascimento até os dez anos):

  • Ao nascer: BCG e Hepatite B
  • 2 meses: Pentavalente, Pólio, Rotavirus e Pneumocócica conjugada.
  • 3 meses: Meningococo C conjugada
  • 4 meses: Pentavalente, Pólio, Rotavirus e Pneumocócica conjugada.
  • 5 meses: Meningococo C conjugada
  • 6 meses: Pentavalente, Pólio oral e Pneumocócica conjugada .
  • 7 meses: Meningococo B
  • 9 meses: Febre amarela
  • 1 ano: Pneumocócica, Tríplice viral e Hepatite A
  • 1 ano e 3 meses: DTP, Pólio, Meningocócica C conjugada e Quádrupla viral.
  • 4 anos: DTP
  • 9 anos: HPV quadrivalente para meninas
  • 10 anos: Pública: Febre amarela

O calendário completo contendo as vacinas públicas e particulares, assim como os devidos reforços indicados pela Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), pode ser acessado na íntegra clicando aqui.

É importante que qualquer dúvida sobre vacinas seja levada ao pediatra. Não se esqueça de sempre guardar bem a carteirinha de vacinação, não só do bebê como de toda a família. É ela que vai guiar a saúde de seu filho por toda a vida, trazendo informações de datas, reforços e campanhas.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com