FITNESS E NUTRIÇÃO

Esteatose Hepática: descubra como tratar esta doença

Esteatose Hepática é a gordura introduzida no fígado. Assim como algumas doenças, a Esteatose Hepática é divida em graus, que são eles o grau 1, 2 e 3.

O grau 1 é o estágio inicial da doença, ou seja, ele é o menos dano, pois a quantidade de gordura existente no fígado é bem menor em relação aos demais. O grau 2 por sua vez, é um pouco mais elevado que o primeiro.

Já o terceiro, este é o mais danoso para o órgão, pois existe gordura demasiada acumulada no fígado.  A seguir irei mostrar quais são os fatores que causam a Esteatose Hepática. Observe em qual deles você se encaixa, caso esteja sofrendo de Esteatose Hepática.

O que causa Esteatose Hepática?

esteatose hepatica

Colesterol: O excesso de colesterol LDL, pode causar dentre todos as complicações passíveis, a Esteatose Hepática. Para baixar os níveis de LDL, procure manter uma alimentação adequada, repleta de alimentos produtivos.

Além disso, os exercícios físicos são ideias no combate do excesso de colesterol. Portanto, reserve pelo menos 30 minutos diários para praticar exercícios.

Diabetes Mellitus e Gravidez: Duas situações que não são tão explicáveis, mas enfim, estamos falando de possibilidades, e neste caso devemos salientar todos os pontos.

Na gravidez pode ocorrer a Esteatose Hepática, geralmente este evento torna-se comumente a partir da quadragésima semana.  Os sintomas são náuseas, vômitos, dor de cabeça, desidratação, icterícia e dor abdominal.

esteatose hepatica 1

Além disso, a diabetes do tipo Mellitus também pode causar a temida Esteatose Hepática.

Perda de peso: A perda de peso pode causar Esteatose Hepática, ainda mais quando ela ocorre repentinamente. Quando o indivíduo é desnutrido, uma série de complicações podem surgir, como é o caso justamente da Esteatose Hepática.

Obesidade: Pode parecer meio contraditório em relação ao tópico anterior, mas não é. A obesidade pode provocar a Esteatose Hepática, isso se deve principalmente pelo excesso de peso. A gordura é distribuída pelo corpo todo, e o fígado recebe uma porcentagem considerável de lipídeos.

Vale destacar que quanto mais peso, maiores são as chances de uma pessoa desencadear complicações no fígado, e até mesmo complicações cardíacas.

O tratamento da Esteatose Hepática

esteatose hepatica 14

Apesar de ser uma enfermidade bem danosa, a Esteatose Hepática pode ser tratada. Na verdade, o tratamento gira em torno do motivo causador, e não da Esteatose Hepática propriamente dita.

Portanto, o que deve ser levado em consideração são os fatores de riscos citados anteriormente. No caso da obesidade por exemplo, que por sua vez é a causa mais comum de Esteatose Hepática, uma medida cabível é perder peso.

Como bem sabemos, o excesso de peso pode provocar o surgimento de gordura no fígado, o que causa a Esteatose Hepática.  À medida em que o peso corporal aumenta, há uma possibilidade alta da Esteatose Hepática evoluir, atingindo assim o grau 3, que é o mais elevado.

Existem medicamentos que podem ser consumidos no tratamento da Esteatose Hepática. Mais uma vez, a solução é tratar os motivos causados. No caso da gravidez, a paciente deve conversar com o médico se os sintomas descritos acima de fato ocorrerem.

Além dos medicamentos, consumir uma dieta saudável e manter um ritmo de atividades físicas são soluções caseiras que todos que sofrem de Esteatose Hepática devem adotar.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com