Scroll Top

SAÚDE

Radioterapia: veja os sintomas e efeitos colaterais

O câncer é uma doença tida como incurável em alguns estágios, e apesar de não haver uma solução efetiva para a enfermidade, existem tratamentos que podem propiciar inclusive a cura efetiva desta doença.

Um exemplo é a Radioterapia, este método consiste na utilização de uma espécie de radiação que penetra a pele, e destrói parte das células cancerígenas.

Apesar do sofisticamento da Radioterapia, ainda sim esta complicação pode desencadear alguns efeitos colaterais. Basicamente todos os métodos bruscos de tratamento, envolvendo os mais variados tipos de complicações, existe a efetiva presença de efeitos colaterais.

Efeitos colaterais da Radioterapia

radioterapia efeitos colaterais

Os efeitos colaterais da Radioterapia podem ocorrer efetivamente ou não, de qualquer forma iremos citá-los logo a seguir:

Febre: Após ou durante o processo de Radioterapia, pode haver o surgimento de uma complicação bem séria, que é a febre. Normalmente não há uma elevação tão alta da temperatura, sendo assim, é possível que haja uma febre leve.

Cansaço: Após a Radioterapia, em alguns pacientes pode haver a presença de um sintoma notório, que á o cansaço. Esse é um tipo de sintoma que basicamente ocorre com todos os pacientes, é importante repousar para amenizar este evento.

Indisposição: A indisposição e o cansaço andam junto, esses sintomas se completam, e são comuns após a Radioterapia. Normalmente os pacientes adeptos desses tratamentos se sentem fatigados, sem ânimo para realizar atividades antes tidas como comuns.

Irritação: A pele sofre os mais variados tipos de irritações, principalmente após as sessões de Radioterapia. No decorrer do tempo, esses eventos existentes na pele somem, porém após novas sessões de Radioterapia, tais irritações efetivamente ocorrem novamente.

Queimaduras: Pode haver pequenas queimaduras na pele, e este é um dos sintomas da Radioterapia.

Por mais que a radiação envolvida seja moderada, ainda sim ela agride um pouco a pele, e inclusive através deste sintoma, podemos ter uma percepção de como foi por exemplo, os ataques de Hiroshima, onde a radiação semelhantes à Radioterapia, atingiram milhares de pessoas.(No caso deste exemplo, a quantidade de radiação envolvida no tratamento do câncer é infinitamente menor do que a quantia envolvendo os ataques no Japão).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.