Scroll Top

FITNESS E NUTRIÇÃO

Treino para hipertrofia: quando começar a tomar suplementos como Whey e BCAA

É cada vez maior o número de pessoas que aderem a programas de treino e alimentação saudável em busca de melhora do estado de saúde e/ou mudanças na composição corporal. Seja aumento de massa muscular, redução de gorduras ou melhora no desempenho atlético, existem aspectos em nossa rotina que determinam o sucesso dos indivíduos dentro do objetivo programado. As características do exercício físico e também as escolhas alimentares na rotina do dia a dia são os fatores com maior influência.

É importante entendermos que, para qualquer objetivo pretendido, haverá também uma programação especifica relacionada à atividade física e dieta. O ajuste no trabalho que se desenvolve com estas duas variáveis deve ser programado de acordo com as características individuais. De uma forma bem resumida, treino é um dos fatores determinantes da necessidade por nutrientes do indivíduo, já a dieta representa o suporte necessário para que o organismo desenvolva suas atividades de forma ideal. Não existe fórmula secreta para conseguir êxito  na mudança do físico, nem melhora do estado de saúde. Porém, existe muita ciência envolvendo treino e dieta.

Suplementos fazem parte de uma estratégia para melhorar a dieta feita com alimentos

Os casos nos quais observamos mais dúvidas acontecem  no início do treinamento, em especial os que buscam hipertrofia. Isto pode ser justificado pela grande quantidade de informações que acabamos em redes sociais e outros meios de comunicação. Infelizmente, muitas vezes são informações sem fundamentação cientifica, sem respaldo de um especialista nutricionista, contraditórias entre si e que geram nos indivíduos mais dúvidas e confusão.

Por conta desta grande quantidade de informações disponibilizadas na rede algumas pessoas programam a compra de suplementos antes mesmo de iniciarem uma rotina de treinos, sem saber que a base do trabalho é feita pela dieta, sendo os suplementos uma estratégia que pode ser usada para melhorar o trabalho feito com os alimentos. Via de regra ninguém precisa usar suplementos logo que inicia rotina de treinos, porém qualquer pessoa poderia consumi-los caso haja alguma necessidade nutricional não atendida pela dieta.

Suplementação deve ser usada após a fase inicial dos treinos

O melhor momento para começar a fazer uso de suplementos é após a fase inicial de treino, quando há maior adaptação muscular e conseguimos aumentar a intensidade dos treinos, neste momento o tecido muscular gera aumento na demanda nutricional e aí sim haverá boa indicação para incluir suplementos na rotina alimentar.  Os suplementos mais indicados são as proteínas, aminoácidos, carboidratos, complexos vitaminico-minerais e ácidos graxos essenciais.

A indicação dos suplementos depende de alguns aspectos, a inclusão de cada um deles depende de uma análise prévia sobre o consumo alimentar do indivíduo e as características do trabalho físico desenvolvido. Quando falamos em suplementação podemos pensar nestes produtos com dois propósitos diferentes: Complementar uma dieta falha ou melhorar uma dieta já adequada: Ou seja, quando não conseguimos atender a demanda de de nutrientes através dos alimentos ou quando desejamos aumentar a capacidade de resposta do organismo.

Um exemplo de cada um destas situações:
Podemos ter fontes de proteínas ao longo do dia se acaso houver refeições com quantidade insuficiente do nutriente, neste caso poderiam ser fontes variadas de proteína, suplementos como Albumina, proteína da carne, proteínas vegetais. Ou podemos ter proteínas de rápida digestão especificamente ao final do treino, neste caso a melhor indicação seria Whey Protein.

Aminoácidos como BCAA e glutamina são campeões de procura pois estão relacionados a melhora no desempenho e resposta corporal. Já os carboidratos como dextrose, maltodextrina e waxy maize são bem indicados para fornecer energia, dão condições para realização do treino e também recuperação dos estoques energéticos ao final da atividade física. Já os ácidos graxos essenciais Ômega-3 são muito bem indicados, pois além de melhorar a  resposta do organismo às injurias decorrentes do treino ainda são usados pelo sistema imunológico no aumento de sua atividade.

OBS: Material elaborado por Diogo Cirico, nutricionista esportivo Growth Supplements.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.